domingo, 30 de junho de 2013

Correia dentada quebrada. O que devo fazer?

Estava andando e o carro parou do nada. Tinha combustível, estava tudo normal, o que aconteceu???
Pode ter quebrado a correia dentada......e agora? O que eu faço?


Bom.....primeiramente, vamos conhecer a correia dentada.

A correia dentada é o item responsável pelo sincronismo entre o virabrequim - item responsável por gerar e enviar torque, força e rotação as rodas - e o comando de válvulas - responsável pela abertura das válvulas de admissão e de escape do motor.


Agora que você conhece a correia dentada e sua função, voltemos ao problema. Se por acaso estiver em dúvida, não dê a partida.....evite tentar funcionar o motor. Uma vez que a correia dentada quebrou, a sincronia entre o virabrequim e o comando de válvulas é interrompida, ocasionando, na maioria das vezes, o choque entre a cabeça dos pistões e as válvulas.

Quando isso acontece, normalmente quem leva a pior são as válvulas, que empenam. Deve-se também retificar o cabeçote e verificar se nenhum pistão empenou. Caso insista em funcionar o motor, o dano pode ser maior ainda, podendo atingir até o cabeçote, ocasionando a perda do mesmo.


Em todos os casos, é necessário a intervenção do mecânico. É muito raro não acontecer nenhum dano ao motor, justamente porque normalmente a correia se quebra com o carro em movimento. Isso só não acontece em alguns motores da Chevrolet de 8 válvulas e para os modelos antigos da VW AP. Do resto, a notícia nunca agrada o dono do carro....hehehehe.

Mas, existe uma maneira de amenizar esse risco: Manutenção Preventiva. Isso mesmo, recomenda-se verificar a correia dentada a cada 10.000 km. E a troca deve ocorrer, mesmo que nada tenha sido notado, a cada 50.000 km.

Um comentário:

  1. Opa! Palio Young fire 1.0 quebrou e não houve danos,porém havia rodado pouco. Será que foi porque o motor ainda nao estava tão quente?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...